Oito Fatores Importantes sobre Gestão de Portfólio de DNP e P&D

Frequentemente, as tarefas momentâneas tiram o nosso foco do todo. Na gestão de portfólio de desenvolvimento de novos produtos (DNP) e P&D existem vários "dados" que podem parecer óbvios quando indicados, mas são muitas vezes negligenciados. Traga a sua atenção para estas oito formas experimentadas e verdadeiras de melhorar a sua gestão de portfólio e aumentar a sua produtividade de desenvolvimento de produto.

1. Não fazer nada não é uma opção. O maior erro que empresas cometem na gestão de portfólio é não fazer nada. Uma carteira “padrão” raramente bate a carteira “pró-ativa” de um concorrente, não importa quão boa seja a execução de projeto individual. Porque seus concorrentes estão fazendo progresso, fazer nada em gestão de portfólio de DNP e P&D é muito arriscado.

2. Qualidade de dados pode ser melhorada. A qualidade dos dados está para a gestão de carteiras como localização está para o setor imobiliário. Com bons dados, o valor da gestão de portfólio pode ser enorme. Assim, o inverso também é verdadeiro, ou seja, dados pobres podem afetar negativamente o valor de gestão de portfólios. Mas o que faz a qualidade de dados de portfólio muito diferente da localização de imóveis é que a qualidade dos dados pode ser melhorada. Em muitos aspectos, a implementação da gestão de portfólio pode ser vista como a tarefa de melhorar a qualidade dos dados de portfólio. É importante manter o foco na melhoria da qualidade dos dados de portfólio.

Enquanto implementações pobres criarão resultados negativos que, se não forem controlados, podem durar mais que o mandato das equipes de gestão, boas implementações vão garantir e aumentar os benefícios da gestão de portfólio.

3. Melhorar a maturidade de capacidade ajuda organizações a otimizar portfólios. As organizações devem melhorar ou “avançar a sua maturidade de capacidade”, a fim de se aproximar de otimizar seus portfólios. Gestão pode acelerar os benefícios da gestão de portfólio através da exploração de uma compreensão de níveis de maturidade por meio de planos de implementação SpiralUp™ específicas (Leia o nosso artigo, “Modelo de Maturidade de Capacidade para Gestão de Portfólio e Pipeline” – “Capability Maturity Model for Portfolio and Pipeline Management” para aprender mais sobre maturidade de capacidade e o processo SprialUp). Enquanto implementações pobres criarão resultados negativos que, se não forem controlados, podem durar mais que o mandato das equipes de gestão, boas implementações vão garantir e aumentar os benefícios da gestão de portfólio.

4. Melhorar a gestão do fluxo melhora a produtividade DNP. Gestão de portfólio também deve abordar Gestão do Fluxo de Projeto porque é a corrente de acontecimentos que mais importa. Se os projetos são muito lentos, os ganhos serão muito reduzidos. Gestão do fluxo requer enfileirar informação sobre a duração que cada projeto continua dentro de cada elemento do processo de DNP e o valor econômico esperado do projeto. Um painel em tempo real do valor-duração acumulado de projetos dentro do processo elementos de trabalho permite aos gerentes inteligentes detectar e resolver pontos de estrangulamento conforme eles ocorrem (ver Figura 1). O melhor uma organização é na gestão do fluxo, maior a sua produtividade em DNP. Existem sistemas de software, tais como Portview™, que podem ajudar neste processo.

clique para ampliar

Figura 1: PortView: Transformando dados em visualizações gráficas utilizáveis para avaliar o fluxo do projeto.

5. Técnicas de previsão de recursos devem ser aprendidas, implementadas e melhoradas ao longo do tempo. A fim de otimizar um portfólio de DNP ou P&D, a oferta e a demanda de recursos de habilidades específicas devem ser previstas em vários meses. Porque as durações e os resultados das tarefas podem ser altamente incertos no DNP e P&D, são necessárias técnicas especiais para fazer tais previsões. Quanto mais madura uma organização é na gestão de projeto e gestão de portfólio, melhor serão as técnicas e os resultados. Para as organizações apenas começando, técnicas avançadas de previsão de recursos são quase sempre demasiado onerosas, mas apenas começar com o básico terá impactos positivos. Comece com previsão de apenas uma ou duas habilidades específicas, conhecidas por causar gargalos em um nível de granularidade “homem-mês”.

6. Identifique suas fraquezas organizacionais e estratégicas e descobrirá os fatores de risco sistêmico que atravessam a maioria dos projetos. Uma quantidade significativa de risco em um portfólio de DNP ou P&D é sistêmica – o mesmo fator de risco atravessa a maioria dos projetos. O risco sistêmico é causado por fraquezas organizacionais/recursos ou competitivas/estratégicas. As equipes de projeto não podem responder aos riscos sistêmicos tão facilmente como a alta gestão. Ainda assim, a maioria dos gerentes senior não têm conhecimento do risco sistêmico em seu portfólio. Ferramentas, como RiskAssessor™, podem fornecer informações valiosas sobre esses riscos através da identificação de fatores de risco estatisticamente significativos, que são comuns em todo o portfólio de projetos e geração de um relatório estatístico e qualitativo abrangente que seja facilmente visualizado e compartilhado.

É um erro omitir o papel do gerente de produto experiente, que traria análise e compreensão de cenários hipotéticos para a interpretação e representação gráfica dos dados.

7. Apreciar o valor e processo para gráficos multi-métricas para fornecer insights sobre decisões de trade-off. Decisões de portfólio e priorização de projetos exigem aos gerentes fazer trade-offs entre várias medidas ou métricas. Comunicar insights sobre os trade-offs é melhor feito por meio de boas visualizações gráficas multi-métricas, não via tabelas de dados (ver Figura 2). No entanto, muitas vezes os gestores delegarão a tarefa de criar visões para os subordinados com experiência limitada pensando que isso é um exercício administrativo na manipulação de MS Excel. É um erro omitir o papel do gerente de produto experiente, que traria a análise e compreensão de cenários hipotéticos para a interpretação e representação gráfica dos dados. É um erro omitir o papel do gerente de produto experiente, que traria análise e compreensão de cenários hipotéticos para a interpretação e representação gráfica dos dados.

clique para ampliar

Figura 2: Gráfico Multi-métrica: Este gráfico Portview mais popular mostra uma visão dinâmica de como o portfólio mudou desde a última revisão. Cada vetor indica a direção e o grau em que um projeto tenha progredido desde a última revisão.

8. Gestão de portfólio de DNP e P&D eficaz requer fluxo de trabalho e decisão coordenado e consistente. Todos os processos requerem um fluxo de trabalho e um fluxo de decisão. Geração, coleta e análise de dados são os principais componentes do fluxo de trabalho dentro de um processo de gestão de portfólio. Realocação de recursos ótima é o componente primário do fluxo de decisão. Coordenação e consistência no fluxo de trabalho e fluxo de decisão são pré-requisitos para a obtenção de benefícios da gestão de portfólio de DNP e P&D.

Embora aparentemente evidentes, qualquer um destes oito fatores de gestão de portfólio de DNP e P&D pode ser facilmente esquecido ou desprezado. Se você está pronto para melhorar a produtividade de seu portfólio, dê a essas áreas a atenção que merecem. Agora que você sabe o que precisa acontecer, você provavelmente quer saber mais sobre as formas de melhorar esses processos. Aqui estão alguns recursos úteis:

White paper: Superando Inércia e Entropia de Portfolio (“Overcoming Portfolio Inertia and Portfolio Entropy“)
Webinar On-demand: Integrando um Processo DNP Vencedor (“Integrating a Winning NPD Process“)
Workshop: Gestão de Portfólio, Pipeline e Plataforma (“Portfolio, Pipeline and Platform Management“)

Por: Paul O’Connor | Tradução por: Filipe Costa

Grupo Adept

Grupo Adept ajuda as organizações a aumentar a produtividade dos novos investimentos de Desenvolvimento de Novos Produtos. Combina conhecimento, experiência, habilidades de consultoria e ferramentas de software para liderar e ajudar os clientes em todo o mundo a melhorar a produtividade de desenvolvimento de produto, ajudando organizações a desenvolver e melhorar suas capacidades para fazer os “produtos certos certo”.

O Grupo Adept concentra-se em produtividade de DNP alavancando capacidades em três plataformas de serviços profissionais:

  • Compartilhamento de Conhecimento (Oficinas especializadas, Sessões de treino e Cúpulas)
  • Consultoria Facilitadora (Focada em produtividade e criação de valor)
  • Software e Facilitadores (RiskAssessor™, Portview™, RoadMappingRampUp™, PPM Analytics e seleção de software e serviços)

Para mais informações, visite o website do Grupo Adept. adept-plm.com.

Sobre o Autor

Paul O’Connor, fundador e diretor do Grup Adept, tem sido uma grande força e voz criativa na área de desenvolvimento de novos produtos (DNP) por mais de 25 anos. Durante este tempo, ele desenvolveu e implementou uma série de abordagens inovadoras para a criatividade, inovação e produtividade em DNP e é um dos maiores especialistas em rotas de linhas de produtos. Seus clientes incluem uma ampla gama de empresas globais de todos os setores.

 

 

Foto: Checklist por Shutterstock.com

Ad

STAY CONNECTED

 
Ad