Portais Corporativos de Inovação Aberta, Parte II: Dois Exemplos de Casos de Sucesso

Jos Tissen da Unilever, com sede na Holanda, e Shawn Heipp da Elmer’s Products, com sede em Ohio, EUA, têm algo em comum. Cada um administra o portal corporativo de inovação de sua empresa, o website utilizado para incentivar a submissões de soluções de tecnologia por clientes, fornecedores, inventores e empresas externos. Tissen e Heipp descrevem suas escolhas de implementação de portal e seus resultados até a data.

Este artigo, o segundo de uma série de duas partes (clique aqui para ler o primeiro artigo), ajuda os leitores a compreender as considerações envolvidas no estabelecimento de um portal corporativo de Inovação Aberta (portal IA), olhando para exemplos de casos de Unilever e Elmer’s Products. Ambos Jos Tissen e Shawn Heipp trabalham para a organização da Inovação de sua empresa – grupos responsáveis ​​por acelerar a prática de inovação aberta em cada empresa – e são as pessoas foco para as suas atividades do portal IA. O artigo termina com características comuns / semelhanças entre as experiências das duas empresas e conselhos considerando portais de inovação em suas próprias empresas.

Visão Geral Unilever

Fiquei espantado ao ver a resposta.

Unilever é uma grande empresa multinacional com mais de 100 anos de história e marcas e produtos reconhecidos em todo o mundo. O relatório anual de 2013 da empresa declarou receita de €49.797B. Unilever está tão comprometida com a Inovação Aberta que 55% da linha de produtos da empresa vem das atividades de Inovação Aberta. Apesar desse histórico, Jos Tissen ficou surpreso.

Jos Tissen,</br>Products, Inc. </br>Foods Category </br>Open Innovation Manager, </br>Unilever

Tissen, Gestor de Inovação Aberta de Categoria Alimentos, ficou surpreso ao ver a resposta à plataforma de submissão de Inovação Aberta da Unilever. Nos dois anos e meio desde que Unilever abriu seu portal para negócio, já recebeu mais de 3.500 submissões de ideia. “Mesmo quando você acha que todo mundo conhece Unilever e podia adivinhar que áreas de tecnologia focamos nosso trabalho, você ainda tem que dizer às pessoas o que você quer – você realmente tem que pedir”, comenta Tissen.

Tissen, químico por formação e caçador de tecnologia na organização de Inovação Aberta da empresa, lembra-se da reunião em que ele se ofereceu para coordenar o site e servir como ponto focal para distribuir as submissões internamente. “Nós já estávamos trabalhando com yet2.com em alguns projetos de busca por tecnologia. A decisão de fazer um portal IA foi uma expansão dessas atividades”, disse ele. Unilever lançou seu portal submissão de ideias, Colaborar para Inovar, em 2012.

Visão Geral Elmer’s

Shawn Heipp</br>Innovation Technical</br>Manager, Elmer's
Do outro lado do oceano, de Elmer’s Products, Inc., empresa de médio porte com sede em Ohio, EUA, fornece “soluções adesivas para alimentar a criatividade em sala de aula, casa, oficina e trabalho” por mais de 65 anos. Em 2011, Elmer moveu-se para organizar uma equipe de Inovação dedicada, para melhorar a função da inovação dentro da empresa e aproximar a empresa a um modelo de negócios Inovação Aberta, usufruindo de recursos externos para crescimento e expansão.

Acusado de estender a mão para a comunidade de inventores para apoiar as atividades de inovação aberta, Gerente Técnico de Inovação Shawn Heipp queria envolver inventores mais plenamente, incentivando-os a compartilhar boas ideias com a empresa. Para descobrir a melhor maneira de fazer isso, Heipp explorou melhores práticas entre empresas conhecidas por estimular os inventores. Foi assim que ele aprendeu inicialmente sobre portais de inovação.

“Elmer’s se envolveu com os inventores no passado, mas queríamos uma maneira de direcionar o tráfego para um local centralizado, construindo a consciência de que Elmer’s é verdadeiramente uma empresa amiga do inventor”, diz Heipp. “Queríamos construir um sistema organizado para receber submissões e também iniciar um diálogo mais profundo – para deixar inventores saberem como podemos ser um grande parceiro para ajudar a comercializar as suas ideias”.

Na época, Elmer’s já havia trabalhado com yet2.com em algumas iniciativas de busca por tecnologia, e quando soube que yet2.com também oferece serviços de portal de inovação, avançou. Elmer’s lançou seu Portal de Inovação Aberta em maio de 2013. Através de seu portal, Elmer’s procura ideias tecnológicas de inventores, bem como de grandes e pequenas empresas, e até mesmo universidades.

Re-cap: Considerações Importantes de Portal

No primeiro artigo desta série de duas partes, publicado em junho de 2014, delineamos uma série de considerações importantes a pesar quando da avaliação / decisão de implementar um portal de Inovação Aberta. Este segundo artigo olha atentamente para as duas empresas caso – Unilever e Elmer’s Products – para ver como eles fizeram suas decisões de design do sistema e como os portais estão trabalhando para eles hoje.

Brevemente recapitulando as Considerações Importantes que identificamos na Parte I para um Portal Inovação Aberta:

  • Metas de resultado – você está buscando Ideias ou Soluções? “Ideias” tendem a ser relacionadas a produto – como extensões de recursos de produtos, novos produtos etc. “Soluções” referem-se a soluções técnicas para os desafios de negócios ou processo. Algumas empresas utilizam portais de ideia como um ponto de contato do cliente – envolver os clientes em conversas sobre características de produto (p.ex. qual cor gostaria em seu próximo telefone ou par de tênis?), enquanto outros se concentram mais em busca de conhecimentos em torno de certos desafios técnicos (p.ex. busca por um lubrificante que adere aos materiais x em condições y).
  • Preferência por uma metodologia Colaborativa vs. Direta: Os geradores de ideias podem ver, reagir e construir sobre ideias de outros (colaborativa), ou cada gerador submete as suas ideias de forma confidencial – p.ex. apenas sua empresa pode ver cada um (direta)?
  • Gerenciado Internamente ou Terceirizado? Você quer criar e gerir um sistema caseiro, trabalhando com TI, Marketing, e os principais atores de Inovação Aberta para implementar um sistema customizado, ou prefere personalizar uma plataforma externa existente que pode se conectar com o seu site e outros sistemas? Em segundo lugar, você quer gerenciar tanto marketing e filtragem do site internamente (identificar pessoal que pode conduzir), ou prefere ajuda externa para aproveitar o tempo de sua equipe (custo à frente, mas economia de tempo para o seu pessoal)?
  • Sensibilidade à proteção de Propriedade Intelectual (PI): O nível em que a contaminação PI é uma preocupação. Algumas empresas utilizam recursos de terceiros para fazer um filtro inicial de submissões de tecnologia para garantir que as submissões e todos os anexos contêm informações apenas públicas e não-confidenciais. Normalmente, há um trade-off entre a quantidade de linguagem jurídica utilizada para informar os clientes de não enviar informações confidenciais e do número de submissões recebidas.
  • Devem se Comprometer com Marketing: Como acontece com qualquer site, você não vai obter o tráfego que você deseja para o site, a menos que você invista em atividades para direcionar esse tráfego. Para portais IA, isso pode significar publicar o lançamento do portal, lembrando o público e as comunidades de potenciais geradores que você está em busca de soluções para problemas específicos, e, potencialmente, muito mais.

Saiba mais sobre portais corporativos de inovação e os dois exemplos de casos bem-sucedidos de Unilever e Elmer’s. Este segundo artigo olha atentamente para as duas empresas caso – Unilever e Elmer’s Products – e como eles fizeram suas decisões de design do sistema e como os portais estão trabalhando para eles hoje.

Por: Emma Hughes | Tradução por: Filipe Costa

Download the full article
 

Sobre o Autor

Emma Hughes, VP e Diretora, Europa, yet2.com. Ela está com yet2 desde 2000 e administra a região da Europa, gerando novos negócios e projetos de exploração/aquisição de licenciamento de tecnologia e inovação para muitas empresas Global 1000 e PMEs em toda a Europa. Emma trabalhou em projetos de consultoria de PI, em áreas de biomédicas, ciências de materiais e produtos de consumo. O trabalho incluiu a identificação e avaliação de tecnologia e de necessidades de tecnologia, desenvolvimento de estratégia de marketing e, além disso, gerar e facilitar conexões entre indústrias/regiões para atividades de negócio de licenciamento. Desde que se formou com BA Honours no campo da saúde, Emma ganhou mais de 15 anos de experiência em gestão e negócios, trabalhando em desenvolvimento de negócios, marketing, operações e posições de gestão de contratos. Emma utiliza sua experiência em transferência de tecnologia e rede europeia para dirigir aquisição e exploração de tecnologia para os clientes globais da yet2, facilitando o desenvolvimento de negócios por meio de transferência de tecnologia.

Sobre Yet2.com

 

yet2.com fornece soluções de Portal Corporativo de Inovação Aberta para clientes F100 como parte de sua gama mais ampla de serviços de Inovação Aberta para uma base internacional de clientes corporativos. Para conhecer melhor os serviços yet2.com, visite nosso website, ou contate-nos europe@yet2.com e ficaremos felizes em enviar informações ou agendar uma conversa.

Foto: Idea Concept por Shutterstock.com

Ad

STAY CONNECTED

 
Ad